banner

Nas organizações modernas,  o  gerenciamento na área de TI (Tecnologia da Informação) há muito deixou de ter priorizar seus   esforços operacionais e investimentos em  estruturas físicas (hardwares) e sim priorizar a INFORMAÇÃO.  Em nosso país, há forte preocupação com a energia de qualidade (aterramento, estabilização e contingenciamento), a utilização de unidades físicas (computadores e periféricos) e com a proteção eficiente, porém limitada dos antivirus livres, mas não há investimento efetivo com a SEGURANÇA LÓGICA da informação.

Hoje, a segurança dos dados corporativos  passou a fazer parte do início da lista de prioridades institucionais, numa era em que a INFORMAÇÃO é o maior ativo de qualquer empresa ou de qualquer ser humano.

Para garantir uma boa e eficiente estrutura de TI, torna-se necessário a implementação de práticas de segurança e também uma política de utilização dos sistemas adquiridos ou contratados pelas organizações para garantir o pleno funcionamento operacional. Faz-se portanto, necessário a implementação de sistemas de segurança avançados que garantam maiores níveis de segurança.


Listamos, a seguir alguns tipos de ocorrências extremamente perigosas, devido ao sistemas não estarem devidamente protegidos:

1 – Eficiência  - Paradas repentinas do sistemas, lentidão no processamento de dados, causando morosidade no atendimento e prejuízos funcionais internos e externos.

2 – Vulnerabilidade  - Os antivirus e os firewalls são direcionados à proteção de ataques, tais como virus, trojans, spams e outros, porém há formas de invasões realizadas, vislumbrando alguma possibilidade de ganhos financeiros. Esses sistemas maliciosos objetivam o rompimento das camadas de segurança, tanto dos antivirus quanto das portas lógicas dos roteadores. Uma vez dentro do sistema, criptografam os dados importantes,  tais como banco de dados e documentos da empresa e então e praticam "extorsão",  exigindo o pagamento em um determinado volume de bitcoins. Normalmente o mercado produz soluções (vacinas), porém dificilmente estas soluções surgem num período curto de tempo.

Hoje, os maiores prejuízos são causados por HANSONWARES.  Um ataque desse,  afeta até mesmo os sistemas de backups da organização,  podendo representar literalmente a paralização permanente da entidade, pois em tese, a empresa passaria  muitos dias  sem condiçoes de emitir documentos fiscais ou administrativos, tanto para os clientes quanto para os órgãos governamentais de controle.


3 – Confiabilidade - Numa invasão, mesmo que haja solução num curto espaço de tempo, a atividade empresarial pode comprometer-se pela perda de confiança de suas informaçoes, devido a possibilidade das mesmas possivelmente serem  “alteradas”. Tanto os dados internos quanto os externos, são em resumo informações corporativas consistetes, exigidas em todas as relações comerciais.

SOLUÇÃO JAGUAR:

A solução de proteção de dados da JAGUAR , consiste em uma ferramenta de ação física e lógica baseada na alta segurança do DEBIAN, a mais básica e segura distribuição LINUX, com a qual atingimos elevados índices de sucesso na proteção das informações, reduzindo a níveis praticamente nulos a possibilidade os ataques aos sistemas e servidores atingirem os dados salvos pelo sistema nomeado  JE.

Caso haja efetivamente o “ataque”, a probabilidade da plena estauração dos sistemas torna-se infinitamente mais efetiva, permitindo que num prazo máximo de até 6 horas, todo o conjunto lógico de trabalho seja reestabelecido. 

 

https://jaguarsistemas.com.br/protecao-de-dados.html

Aguarde, enviando dados!

clear